×

Atendimento à Crianças

Na psicoterapia com crianças a abordagem gestáltica parte de alguns princípios: observar o brincar daquela criança no consultório, uma vez que o mesmo é uma forma natural de expressão e comunicação, assim como a linguagem verbal tem o mesmo papel para os adultos; observar os gestos e postura da mesma, pois os mesmos vão dando sinais inconscientes de como ela se sente; considerar além do conteúdo falado, ou seja, o COMO ela verbaliza ( tom da voz, fala lenta ou rápida, etc).

Durante os atendimentos as entrevistas com os pais tem um papel fundamental para o andamento saudável do trabalho com a criança. Nesses momentos com os pais colhe-se dados importantes do comportamento do filho ou filha, e o psicólogo orienta sobre o como os mesmos devem proceder em casa, visando manter a continuidade do trabalho realizado durante as sessões.

Alguns dados da Universidade de São Paulo destacam que 75% dos transtornos mentais dos adultos tem origem na infância. ( Jornal da USP em 02/04/2019 ). E outro estudo da Organização Mundial de Saúde (OMS, 2020) apontam para uma preocupação com o número de novos casos de crianças e adolescentes acometidas pela depressão. O índice mundial de crianças na faixa etária entre 6 e 12 anos, diagnosticadas com a doença, passou de 4,5% para 8% na última década, o que representa um crescimento de 43,7%.

Veja quem pode acolher sobre: Atendimento à Crianças

Lígia A. C da Silva Borborema
CRP 06/54864-9 | Biografia
Michelle Keiko Inagaki
CRP 06/107971 | Biografia